Escola de excepcional qualidade na Freguesia do Beato

Encontra-se bem encaminhado o processo que visa requalificar os edifícios e os equipamentos escolares da Escola Básica 2, 3 Luís António Verney e da Escola Básica do 1º ciclo do Bairro da Madre de Deus. Professores, alunos, encarregados de educação e Junta de Freguesia, todos têm uma grande expectativa para que no futuro se possa dizer que existe uma…

É sabido que a Escola Básica 2, 3 Luís António Verney e a Escola Básica do 1º ciclo nº 138, não obstante os esforços de todos aqueles que fazem parte da comunidade escolar, para que o ensino ali ministrado corresponda a elevados padrões de qualidade, se encontra urgentemente a necessitar de uma intervenção profunda que requalifique estes estabelecimentos de ensino.

O objectivo é criar um projecto piloto de escola básica integrada com todo o tipo de condições, onde exista 1º, 2º e 3º ciclo, e onde uma infra-estrutura como um pavilhão possa ser construída. Edifícios e equipamentos escolares serão todos requalificados.

Segundo o que nos transmitiu o Professor Luís Dias, Director do Agrupamento de Escolas Luís António Verney, esta Direcção tem, em parceria com a Junta de Freguesia do Beato, efectuado contactos com todos os partidos políticos representados na Assembleia da República, a fim de agilizar o processo de requalificação já referido. Também têm sido estabelecidos contactos com a Câmara Municipal de Lisboa e com o Ministério da Educação. Todos os interlocutores com quem têm mantido contacto dizem compreender a posição defendida pela Direcção do Agrupamento, no entanto ainda não se sabe a data em que terão inicio as obras, apesar da anterior Ministra da Educação, ter afirmado no passado que estas começariam durante o 1º trimestre de 2010.

O valor de investimento andará à volta dos 10 milhões de euros, financiados pela Direcção Regional de Educação de Lisboa e Vale do Tejo e pela Câmara Municipal de Lisboa.

Hugo Xambre Pereira, Presidente da Junta de Freguesia do Beato, também questionado sobre este processo, destaca a cooperação existente entre a Junta e a Escola Luís António Verney, num processo que fica marcado por ter tido contributos criticamente construtivos, e por uma grande convergência de vontades. Aquilo que se pretende é segundo as suas palavras “criar as condições para o Beato ter uma escola com elevados parâmetros de qualidade, uma escola impar. Não temos interesse em obras de fachada, mas sim alterações profundas, para melhor. Como Presidente da Junta vou lutar para ter um estabelecimento de ensino que seja uma referência em termos pedagógicos”.

Será que a reabilitação da escola tem influência na qualidade pedagógica da mesma? O Professor Luís Dias responde claramente que sim: “a requalificação dos edifícios e dos equipamentos permitirão melhorar o ambiente escolar, bem como proporcionar aos alunos, pessoal docente e não docente, condições de trabalho facilitadoras do sucesso escolar e educativo dos alunos. Na verdade, creio, que para além da dimensão pedagógica – que envolve directamente os intervenientes da comunidade escolar – a requalificação destas escolas contribuiria para melhoras a qualidade de vida das populações envolventes, especialmente nas vertentes social, cultural e desportiva”.