Aumento de Insectos na ETAR de Chelas não constitui problema de saúde pública

Após diversas diligências efectuadas junto da ETAR de Chelas, na sequência de diversas queixas feitas pela população das zonas residenciais próximas, a Junta de Freguesia do Beato, recebeu a informação por parte da SIMTEJO de que após análise se verificou que os insectos existentes na ETAR não constituem nenhum problema de saúde pública.

No mês de Abril, com a subida da temperatura, houve um ligeiro aumento do número de insectos dentro da ETAR. A SIMTEJO contactou o Centro de Estudos e Vectores de Doenças Infecciosas Dr. Francisco Cambournac, que faz parte do Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge, tendo sido recolhidas amostras dos insectos em causa. Após análise, onde é referido de uma forma peremptória que os insectos não são perigosos, a SIMTEJO comprometeu-se a aplicar uma solução química para eliminação desses insectos.