Agimos na área do Património

A reunião promovida pela Junta de Freguesia do Beato com a Vereadora da CML Maria João Mendes (Pelouro do Património) onde estiveram presentes responsáveis da CML, foi extremamente útil para dar a conhecer alguns problemas que têm vindo a afectar o Beato nesta área. Foi solicitada a cedência de um terreno, que embora pertença da Freguesia de São João (que de resto apoia este processo), junto da Associação Vitae para que a entrada dos utentes deste centro possa passar a ser feita pelas traseiras, para que termine o aparato que todos os dias se regista quando é hora de entrada. É uma solução condigna para os utentes e para os habitantes da Rua Gualdim Pais.

Abordou-se o tema da aquisição da sede da Columbófila Oriental de Lisboa, colectividade que está de forma louvável a tentar adquirir a sua sede, negociando com a CML, depois de ter pago as dívidas de rendas atrasadas que tinha.

Tema da reunião foram também os Bombeiros Voluntários do Beato, e a possibilidade de no futuro disporem de um espaço para a construção do seu quartel de raiz. Um dos espaços falados e que de resto já é utilizado por esta corporação situa-se em frente da Escola Afonso Domingues, no limite geográfico da Freguesia. No entanto, há a necessidade de um espaço condigno para os Bombeiros.

Por fim, existe uma casa regional que está interessada em ficar com o espaço da Tuna Chelense, pelo que se abordou a hipótese de haver uma cedência ou um acordo com a CML. O interesse da Junta de Freguesia e da população é haver quem queira investir e requalificar a antiga Tuna Chelense. Existe no entanto um entrave a este processo, que é o facto da Refer ter direitos de superfície de uma parte do terreno, onde não quer que seja construído nada até 2013 por causa do aumento da linha de Cintura, que vai passar das 2 para as 4 linhas, e por causa da construção da estação das Olaias.